INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sexta-feira, 5 de julho de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da CPAD


AULA EM 7 DE JULHO DE 2013 - LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: “PAULO E A IGREJA EM FILIPOS”
  
Texto Áureo: Fp 1.9
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), apresente a revista desse trimestre, o comentarista e a capa, fale um pouco sobre a importância desta aula para os alunos.
- Capa: remonta Jesus lavando os pés dos apóstolos, cuidando dos seus obreiros com humildade, representa o aspecto geral dessa carta que é o ser humilde e o cuidar dos irmãos.
- “cartas da prisão”, são cartas escritas enquanto o apóstolo esteve preso em Roma.
- “diante das hostilidades”, são provocações, investidas contra a nós, para tirar a nossa paz e atrapalhar a obra de Deus. As epístolas de Paulo são a continuação do ensinamento de Cristo sobre comportamento cristão.
__________________________________________
1. INTRODUÇÃO À EPÍSTOLA
                                        
1. A cidade de Filipos.
- Filipos foi a primeira cidade da Europa a receber o evangelho na segunda viagem missionária de Paulo. Foi construída por Filipe II no ano 360 a.C.
- Paulo dava preferência às grandes cidades para pregar o evangelho, para depois ele ser irradiado para as cidades menores nos arredores. Essa preferência se devia ao fato de as grandes cidades terem uma melhor estrutura para receber os viajantes estrangeiros e possuir sempre uma sinagoga.

2. Um lugar de proteção e sustento.
- “uma segunda viagem”, Essa viagem deveria ir somente até Trôade, mas após uma visão, Paulo entendeu que deveria atravessar a região grega chamada Macedônia Atos 16.9 e foi o que ele fez Figura 1.  
- “em primeiro lugar a uma sinagoga”, nas cidades estrangeiras sempre haviam sinagogas, pois haviam comunidades judaicas em grande número, por causa do cativeiro em Babilônia, o povo foi espalhado por essas cidades, mas eles permaneciam com sua religião e costumes. A estratégia de pregação para o povo dessas cidades era também a mesma, Paulo apresentava as provas no Antigo Testamento que revelavam que Jesus é o Cristo.
- “No lar da irmã Lídia”, no tempo apostólico as igrejas sempre estiveram situadas em casas, somente após os decretos de Constantino imperador romano, é que o cristianismo foi reconhecido por Roma e então as igrejas puderam possuir templos.

3. Data local e autoria.
- “encarcerado numa prisão”, Podemos entender de Atos 28.30 que a prisão de Paulo era domiciliar e que ele recebia visitas na sua casa em Roma. Por isso ele podia escrever e enviar as cartas.
- “anos 60 a 63 d.C.”, um fato histórico importante desse período foi a destruição de Jerusalém por Roma no ano 70 d.C.
- “gravemente adoentado”, a narrativa da doença de Epafrodito se encontra em Filipenses 2.25-27.

2. AUTORIA E DESTINATÁRIOS

          1. Paulo e Timóteo.
            - Timóteo era o discípulo que sempre ajudava Paulo e cumpria aquelas tarefas de maior responsabilidade. Deus sempre coloca alguém pra nos ajudar, muitos não valoriza os amigos mais chegados, mas numa hora como estas que Paulo passou, nós só podemos contar com esses amigos.
           
2. Os destinatários da carta: “todos os santos”.
- “de santos”, esse tratamento até hoje é utilizado por muitos irmãos.
- “relação íntima”, o crente deve expressar em sua vida o grau de intimidade com o Senhor. Nós devemos ser conhecidos pelo conhecimento que temos de Deus.
- Comente que embora Paulo tenha escrito essa carta para os filipenses ela também foi endereçada pelo Espírito Santo para nós hoje.

3. Alguns destinatários distintos: “bispos e diáconos”.
- “bispos”, palavra grega que significa inspetor ou superintendente. Já presbítero significa ancião. Na verdade era a mesma função.
- “diácono”, o termo significa servidor.
- Naquela época as igrejas não tinham a mesma estrutura de hoje, atualmente ela é mais complexa.
_________________________________________
3. AÇÃO DE GRAÇAS E PETIÇÃO PELA IGREJA DE FILIPOS

1. As razões pelas ação de graças.
- “dou graças”, a ação de graças aqui não se trata de nenhum tipo de agradecimento diferente é simplesmente agradecer a Deus pela vida e outro.
- Em Filipenses 1.5 entendemos que Paulo não estava agradecido somente pelo fato de se preocuparem com ele, mas também pelo fato de colaborarem com a ministração da Palavra. Uma grande preocupação de Paulo era como ficaria a divulgação do evangelho e a manutenção de tudo o que havia sido conquistado até então. Veja se alguém mais está preocupado com isso hoje?  
“fortalecia Paulo”, quando alguém está em uma prova às vezes entra em crise por achar que ninguém se importa com ele e achar que tudo está perdido. Para qualquer pessoa que entra em uma luta espiritual é um consolo saber que outros irmãos estão preocupados e orando por ela. Convide os seus alunos a se lembrarem de alguém que está em uma situação dessas e tentar visitá-lo.
- “aproximava-se deles pela oração”, é exatamente isso que a oração faz, aproxima os irmãos, por isso existe a ordem que oremos uns pelos outros. Tiago 5.16

2. Uma oração de gratidão.
- “proveram-no, inclusive, de recursos financeiros”, orar por alguém é fácil (apesar de muitos não fazerem), o difícil mesmo é estender a mãos para a necessidade do corpo. Recomendo ler com a classe Tiago 2.16
- Em 2 Timóteo 4.13 encontramos Paulo solicitando uma capa que ele deixou em Trôade, será que as pessoas que o visitavam não perceberam que o inverno ali era rigoroso e que Paulo precisaria de uma manta pro frio? Às vezes queremos somente receber dos ministros, mas não temos a capacidade de ajudar seus ministérios ou abençoar-lhes com alguma ajuda.

3. Uma oração de petição.
- “rogar a Deus”, comente que esse é o grande propósito do Senhor para seus filhos, que todos vivam em união, intercedendo e ajudando uns aos outros.
- “desenvolva de modo mais profundo”, muitos crentes chegam a afirmar que Deus tem que colocar amor em seus corações, mas o amor não dado por Deus assim, ele é mandamento João 15.12.
- “até ao Dia de Cristo”, se refere ao arrebatamento da Igreja, é chamado Dia de Cristo porque é o dia em que a ira do Senhor começará a ser derramada sobre a Terra.
- “capacidade de discernir”,discernir significa entender.
- “frutos de justiça”, é a consequência de proceder corretamente, fazendo o certo, cumprindo a lei de Deus e dos homens.  
________________________________________
CONCLUSÃO
- “adversidades”, são situações diferentes, que não estamos acostumados a passar.
- “não media esforços”, não pensava no quanto ia custar ou o tempo que ia levar, ele colocava as mãos a obra.
- Elabore suas perguntas e faça aos alunos.
- Monte também um resumo.

Marcos André – Superintendente e professor

Boa Aula!


 FIGURAS


Figura 1 - A segunda viagem missionária de Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.