INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 3 de dezembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 10


AULA EM 04 DE DEZEMBRO DE 2016 – LIÇÃO 10
(Revista: Editora Betel)

Tema: A adoração em tempo integral 

Texto Áureo: Rm 11.36
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição se concentre em apresentar a necessidade de o cristão ter um bom exemplo de vida diante das pessoas do mundo.
- “há uma forte negligência na adoração verdadeira”, negligência consiste em deixar de fazer aquilo que deve ser feito, no caso a adoração é mais que uma obrigação é a essência do cristão.
- “muito do que é feito em nome da adoração”, se refere às atividades que alguns ministérios desenvolvem dizendo que é adoração, mas na verdade são invenções de homem ou revelações duvidosas. Certos atos proféticos estranhos e unções que nunca se viu na Bíblia.
__________________________________________
1. O conceito de adoração de Paulo
- “adoração em tempo integral”, é a adoração que se faz durante todo o tempo, no caso 24 horas por dia.
- “depois do que possivelmente é a maior exposição de teologia”, se refere aos textos de Romanos até o capitulo nove que trata da fé e da salvação pela graça.

1.1. Adoração como um novo estilo de vida.
- “o que a mola mestra é para um relógio”, é a mola principal do relógio analógico que serve para dar corda nele e assim manter funcionando, também a oração serve para nos manter funcionando como servos de Cristo.
- “o que o motor é para um carro”, assim como o motor proporciona movimento ao carro, a adoração também leva o crente a movimentar-se.
- “ser isolada ou relegada a um único lugar”, seria somente dentro dos templos, não pode ser assim, adoração é para todos os lugares.
- “enquanto levamos uma vida de egoísmo e carnalidade”, esse é o problema de alguns falsos crentes, que cantam louvores, mas no fundo estão longe de serem gratos a Deus por coisa alguma.
- “devem ser o transbordamento de uma vida em adoração”, seria a pessoa viver em adoração constante e deixar que isso extravase seu interior.

1.2. Adoração através de nosso relacionamento exterior.
- “refletida em nosso comportamento em relação aos outros”, uma pessoa que diz amar a Deus, não pode adiar ou maltratar o próximo, mostre aos alunos o que dia o apóstolo:
“Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.” 1 Jo 3.18
- “tipo adequado de sensibilidade, isso é um ato aceitável de adoração”, a adoração é honrar a Deus dando a Ele a devida importância  e quando somos sensíveis aos nossos irmãos por serem também filhos de Deus, então estamos adorando a Deus com atitudes em relação ao próximo.
- “O evangelismo também é uma forma de adoração aceitável”, desde que a pessoa o faça de coração sincero, não por obrigação como que forçado e nem por interesse em ofertas.
- “atender as necessidades das pessoas num nível material”, significa ajudara as pessoas mais necessitadas com algo material.
- “É um amor que compartilha (Fp 4.18)”, a base da adoração é o amor, se não amarmos as pessoas não seremos adoradores de verdade.

1.3. Adoração através de nosso comportamento pessoal.
- “Andai como filhos da luz”, aqui fala de um comportamento extra igreja, durante todo o nosso viver nesse mundo. Não basta ser filho da luz, precisamos fazer essa luz iluminar nas trevas.
- “dizendo claramente que fazer o bem é um ato aceitável de adoração”, essa é a forma como o mundo nos enxerga, como nos percebe como cristãos.
- “de modo que os cristãos possam ter vida tranquila”, a ideia é de que se intercedermos pelas autoridades poderemos ter governos que não nos persigam.
os.
- “Fazer o bem é igualmente um ato de adoração”, desse modo entendemos que a adoração não se restringe a atuação dentro dos templos no momento dos cultos, mas em todo o procedimento de vida dos servos de Cristo.
_____________________________________________
2. A adoração como prioridade de vida
- “Resolveu priorizar a adoração em sua vida”, na verdade o texto bíblico não fala de adoração, mas faz transparecer a honra que resolveu dar ao Senhor Jesus, parando tudo para ouvi-lo.

2.1. O exemplo do culto de Abel.
- “Sua adoração estava de acordo com a vontade de Deus”, a Bíblia nada fala sobre o motivo que fez Deus aceitar a oferta de Abel e não a de Caim, porém podemos inferir que o Senhor conheceu o coração do ofertante, Caim já tinha um coração invejoso antes de ofertar.
- “depois de morto ainda fala”, uma metáfora para mostrar que a vida dos verdadeiros adoradores são preciosas para Deus até mesmo depois de sua morte física. Pois requer de Deus uma vingança pelo sangue do adorador que foi derramado.
- “Essa diferença estava na obediência de um e na desobediência do outro”, a desobediência de Caim se resume em: não ouvir o conselho de Deus Gn 4.7; ter matado o próprio irmão e ainda ter responder mal ao Senhor Gn 4.9

2.2. O exemplo da adoração de Enoque. 
- “Ele andou com Deus e viveu uma vida piedosa”, embora a Bíblia não afirme especificamente as atitudes de Enoque, deixa-nos margem para acreditar que ele teve um contato aproximado e constante com o Senhor.
- “Um dia, ele andou da terra para o céu!”, a corrupção se multiplicou tanto ao redor de Enoque que um dia o Senhor o tomou, assim acontecerá no dia do arrebatamento com todos os que hoje andam com Deus.
- “ter um verdadeiro conhecimento de quem Ele é”, esse conhecimento começa lendo as Escrituras e continua vivendo experiências com o Senhor travando contato com Ele na oração e jejum.

2.3. O exemplo de adoração de Noé.
- “pensamos em Noé, nos vem à mente a palavra “trabalho”, acredito que vem primeiro a palavra “dilúvio” ou “arca”, porém a essência desse homem de Deus foi o trabalho na construção da grande embarcação.
- “Passou 120 anos construindo a arca”, acreditamos pela Palavra de Deus que nesse período Noé tenha anunciado a destruição do mundo e nunca foi ouvido pelo povo.
- “Noé recusou seguir o caminho do mundo”, em Genesis capítulo seis fala de uma corrupção generalizada no mundo, porém achou Noé justo diante Dele, como deve ter sido difícil permanecer justo diante de uma sociedade corrompida.
- “Por esta fé obediente, ele é usado como exemplo”, se Abraão é o maior exemplo de fé, Noé é o maior exemplo de obediência. Passou 120 anos trabalhando por algo que lhe foi prometido.
________________________________________
3. A centralidade da adoração na Bíblia
- “urdidura”, significa enredo de uma história.
- “a doutrina da adoração está entrelaçada na urdidura e na trama”, significa que mesmo que não exista uma doutrina elabora acerca desse assunto, ela está ao longo de todo o conteúdo bíblico.

3.1. A adoração no Antigo Testamento.
- “e exclusivamente para a adoração”, tudo que seria feito no tabernáculo seria com o propósito de adorar a Deus, de exaltar Seu nome e poder.
- “era considerado a mais rude blasfêmia”, certa feita os filhos de Eli resolveram levar a Arca da Aliança para a guerra usando-a como amuleto, sabemos que eles morreram e a Arca foi tomada. 1 Sm 4.11
- “No tabernáculo não havia assentos”, quem entrasse ali não poderia se sentar para assistir nada, só poderia entrar para fazer algo.
- “iam ao tabernáculo para adorar a Deus e servir-lhe”, professor(a), sugiro que pergunte aos alunos se eles vão à igreja somente para adorar a Deus ou para diversos outros propósitos. Alguns não esperam acabar o culto para mostrar algo no whatsapp ou comentar de algo fora do propósito da adoração.

3.2. O tabernáculo.
- “se situava no centro do acampamento”, para facilidade de acesso de todas as tribos e mostrar que Deus é o centro do louvor.
- “ficavam os sacerdotes que lideravam a adoração”, a adoração não era feita de qualquer jeito, era responsabilidade dos sacerdotes de Deus direcionar a forma correta de se adorar a Deus.
- “levitas, que estavam envolvidos no culto”, não somente o louvor musical, mas todo o serviço na casa do Senhor.
- “independentemente de quão nobre possa ser esse propósito”, algumas pessoas acreditam que as grandes obras de caridade que fizeram sem terem adorado a Deus os livrará do inferno, mas na verdade não os livrará, deveriam fazer essas coisas sem se esquecer daquelas.

3.3. A adoração no Novo Testamento.
- “toda a pregação está voltada para a adoração”, Jesus Cristo é o centro da mensagem em o Novo Testamento e Ele é quem conduz o ser humano à Deus, por isso podemos dizer que a mensagem tem o objetivo de fazer o homem adorar a Deus.
- “Todo o culto deve girar em torno da Palavra”, é comum notarmos cultos que giram em torno do chamado “mistério”, onde os crentes “dão lugar ao varão”. Ainda que tudo isso seja bom, o melhor e também o nosso dever é fazer o culto girar em torno da Palavra de Deus. Fazer uso dos dons sem se basear na Palavra é o caminho para as maiores heresias e escândalos.
- “outras atividades usurpem o lugar da pregação da Palavra”, é do conhecimento de todos que certos eventos ocorrem com apresentações de grupos diversos, coreografias, jograis, etc, e é disponibilizado um tempo curtíssimo para os pregadores ministrarem uma rápida saudação.
- “Quando a pregação é submetida à pompa e à circunstância”, certos coutos comemorativos ou em ações de graças, os ministros são orientados a não pregarem certos assuntos que podem constranger pessoas ímpias ou autoridades presentes, isso é lastimável.

CONCLUSÃO
- “compreendida como a somatória de tudo que fazemos”, tudo fazemos dever ser acrescentado de adoração a Deus, por mais simples que seja, Ele deve ser honrado diante de todos.
- “compreendamos que nossa adoração é de tempo integral”, comente com os alunos, que ao saírem da Escola Dominical eles já deverão colocar esse aprendizado em prática nas suas vidas.
- Faça o resumo para a revisão e corrija o questionário.

QUESTIONÁRIO

1. O que o apóstolo Paulo faz em Romanos 12.1-2?
R: Uma forte declaração sobre o conceito de adoração em tempo integral (Rm 12.1-2).

2. Segundo a lição, o que é o evangelismo?
R: Uma forma de adoração aceitável (Rm 15.16).

3. Quando Deus mandou fazer a arca, o que Noé fez?
R: Ele obedeceu (Gn 6.22).

4. No que a doutrina da adoração está entrelaçada?
R: Na urdidura e na trama do texto bíblico (Dt 6.4-5; Mc 12.29-30).

5. DE acordo com a lição, o que é a pregação?
R: É um aspecto insubstituível de toda a adoração coletiva (2Tm 4.2).

Marcos André – professor

Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

2 comentários:

  1. GLÓRIA A DEUS PROFETA......BEM NA HORA....QUE DEUS TE RECOMPENSE MEU AMADO IRMÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmã, só essas Palavras já são uma boa recompensa para mim.
      Abraços, paz.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.