sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 13


AULA EM 25 DE DEZEMBRO DE 2016 – LIÇÃO 13
(Revista: Editora Betel)

Tema: Enfrentando o Falso Culto

Texto Áureo: 1 Rs 18.24
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição reúna elementos dos falsos cultos e tente coletar exemplos atuais para apresentar à classe.
- “não é uma tarefa agradável”, o falso culto geralmente é bem aceito, por ser fácil, tranquilo e não incomoda ninguém, porém o verdadeiro culto exige consagração e santidade e isso incomoda muitos crentes infelizmente.
- “é o menor preço da verdadeira profecia”, significa que é uma forma de culto barata, feita de qualquer maneira, sem o devido custo espiritual.
- “sob a ameaça de Jezabel”, Jesabel era a liderança dominante que apresentou ao povo um falso deus. Quando a liderança busca enganar o povo os verdadeiros homens de Deus devem se manifestar, mesmo que isso cause mitos dissabores.
__________________________________________
1. Como enfrentar o falso culto
- “Era o momento de o povo de Deus decidir”, a pessoa em cima do mura da indecisão desagrada mais do que os ímpios, pois esses ficam no meio do povo minando a fé dos servos fieis.

1.1. Enfrentar o falso culto com convicção.
- “na graça de Deus, ter muita convicção”, é a certeza de que Deus vai fazer algo sobrenatural, a fé no Senhor, se houver dúvida é melhor não enfrentar.
- “se Baal, segui-o.”, é um desafio que chama à responsabilidade, pois Elias envolveu o Senhor de um jeito que se Deus não respondesse com fogo as consequências seriam desastrosas.
- “Elias crê, e está convicto, de quem é o verdadeiro Deus”, Elias queria passar sua certeza para o povo e isso só seria possível com demonstração de poder.
- “A ignorância leva a tibieza”, tibieza é uma fraqueza, uma frouxidão ou debilidade, nesse caso espiritual.
- “É preciso convicção e mais profundidade bíblica”, pode se dizer mais intimidade com Deus, conhecendo-o pela Palavra e pelas experiências.

1.2. Enfrentar o falso culto com definições claras.
- “característica do falso culto”, quer dizer que se conhece um falso culto pela indefinição, ou seja, deixa dúvidas quanto a seus procedimentos, seus rituais, será que é de Deus ou não? Os que não conhecem a Bíblia aceitam tudo, mas os que amam a Palavra de Deus questionam.
- “Ser definido é ser dogmático”, o dogmático é o que defende os dogmas da religião, ou seja, as tradições que caracterizam a fé cristã.
- “ser dogmático é algo, às vezes, detestável”, isso porque alguns aspectos do dogma de qualquer religião são inquestionáveis e podem levar a conflitos quando são feridos.
- “Em tudo se procura “fazer média””, tentando agradar a todos, tentando ser politicamente correto, mas perdendo a essência de verdadeiros adoradores.
- “e identificando-se com os pontos comuns”, não mostrando às pessoas quem realmente somos e quais são as nossas convicções. Muitos líderes assim deixam de falar contra o pecado em reuniões que estejam presentes grupos declaradamente corruptos e adúlteros, veja como Deus classifica os crentes indefinidos:
“Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!” Ap 3.15
- “não pode enamorar-se do mundo”, alguns ditos crentes estão nas igrejas, mas estão apaixonados pelo modo de viver dos mundanos, eles os admiram e tentam imitá-los.
- “teologia relativista”, teologia de que as coisas dependem de um ponto de vista para serem classificadas, por exemplo, determinada coisa nem sempre será pecado, depende do momento e do local, isso é relativismo teológico.

1.3. Enfrentar o falso culto com a Palavra de Deus.
- “confiança e grande experiência com Deus”, notemos que para fazer uma obra semelhante a essa é necessário ter uma grande experiência com o Senhor. O problema é que muitos crentes gostam de ser superficiais.
- “tinha conhecimento experimental de Deus”, quer dizer que ele tinham experimentado muitas experiências com o Senhor.
- “Palavra escrita que é o filtro para esses falsos cultos”, é pela Bíblia que os crentes conhecem os falsos cultos, mas para isso é necessário estar nos cultos de ensino, ler e meditar na Palavra. Veja como esse filtro é classificado:
“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” 2 Tm 3.16
_____________________________________________
2. Características do falso culto
- “sem correspondência interior”, quer dizer que o que se fazia no exterior não estava de acordo com o interior.
- “não eram expressões de um coração agradecido”, eles cultuavam com seus rituais, mas com os corações longe do Senhor.

2.1. O culto falso é seguido pela maioria.
- “ele é sempre seguido pela maioria”, isso porque, na verdade, ele é feito para agradar a maioria, mas o verdadeiro culto é feito para agradar a Deus.
- “Foi assim na época de Noé e de Sodoma”, se referindo ao fato de nessas ocasiões sobrou apenas um justo, somente Noé em sua época e no tempo da destruição de Sodoma, somente Ló era justo naquela cidade.
- “permaneceu o “toco”, a “santa semente”, salvou-se o “renovo””, fazendo alusão ao texto a seguir:
“Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e o seu tronco morrer no pó, Ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como uma planta.” Jó 14.7-9 Quer dizer que ainda que seja uma minoria lutando pelo verdadeiro culto, ela será renovada pelo cheiro das águas do Espírito Santo.

2.2. O culto falso tem um fogo falso.
- “culto em que falsos fogos são admitidos”, se referindo aos falsos movimentos chamados de avivamento, porém estão completamente fora da Palavra de Deus.
- “o fogo deveria vir do céu”, num culto só deve ser aceito aquilo que vem da parte de Deus, para que o povo saiba que Deus tem poder e é o único Deus, veja a ordem de Elias:
“Dêem-se-nos, pois, dois bezerros, e eles escolham para si um dos bezerros, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe coloquem fogo, e eu prepararei o outro bezerro, e o porei sobre a lenha, e não lhe colocarei fogo.” 1 Rs 18.23 dessa forma só seria admitido o poder de Deus.
- “trouxeram fogo estranho ao culto”, o fogo que arderia sobre o altar do holocausto seria o que foi aceso por Deus, um fogo que veio da parte de Deus Lv 9.24, mas os filhos de Arão acenderam fogo fora da tenda da Congregação, fogo estranho.
- “fabricados por “animadores””, são especialista na eloquência, que custam caro, mas atraem multidões.

2.3. O culto falso tem um movimento estranho.
- “desenharam uma extraordinária coreografia”, fazendo alusão às coreografias de hoje em dia, infelizmente muitas delas não possuem nada de santo e nem transmitem mensagem alguma.
- “é chamado por Paulo de culto racional”, um culto produzido pela razão, sem maluquices ou crendices.
- “e se cortavam”, é chamado de autoflagelação, um ritual onde a pessoa se corta, simbolizando a mortificação da carne.
________________________________________
3. Características do culto restaurado
- “O divórcio entre a adoração e a vida prática é inevitável”, é a separação definitiva entre o que a pessoa faz nos cultos e o que ela vive no seu dia a dia.
- “um culto templário apenas”, um culto somente para dentro dos templos e nada mais.

3.1. Restaurando o antigo altar.
- “O mesmo altar em que adoravam seus antepassados.”, só porque é antigo não quer dizer que está ultrapassado, Deus recebe a mesma adoração que se fazia no passado, basta que se limpe antes o altar.
- “Os pecados dos homens continuam os mesmos”, os homens podem chamá-los de outros nomes ou ainda dizer que tudo é relativo, mas pecado é pecado.
- “Devemos permanecer na “doutrina dos apóstolos””, não precisamos de novas doutrinas, novas visões espirituais, novos artifícios para atrair pessoas e nem uma infinidade de atos proféticos para se conseguir vitórias.

3.2. Um culto de acordo com a Palavra.
- “Ele usa pedras e não outro material”, ele não elabora muito, porque o que importava era o povo ver o poder de Deus, fazendo algo simples nenhum crédito ficaria para ele.
- “Também obedece ao horário”, isso aqui é uma crítica aos cultos que não tem hora para acabar, o que demonstra total falta de ordem no culto e desorganização, o comentarista, no entanto, parece estar forçando um pouco a interpretação para criticar esse tipo de coisa.
- “Nosso culto deve ser de acordo com a Palavra (1Co 14.26)”, é como um padrão a seguir, sem acréscimo de ornamentos para chamar a atenção de público, mas com muita Palavra de Deus e demonstração de poder real, como fez Elias.  Peça um aluno para ler essa orientação bíblica:
“Que fareis pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.” 1 Co 14.26

3.3. Nosso culto deve ser dirigido a Deus.
- “um Deus que se revelou nos caminhos de Sua Palavra”, a maior revelação de Deus que temos é a Palavra, por isso se alguém deseja ter conhecimento de Deus deve buscar primeiro na Bíblia e na oração.
- “Nosso culto é voltado para o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus”, qualquer outra direção que o culto tomar não é culto a Deus, cultos em homenagem a pastores e dirigentes devem ser evitados ou feitos com muito cuidado.
Às vezes ouvimos nessas homenagens alguém falar no microfone: “quero cantar um hino para o pastor!”
- “o Deus trino de nosso credo”, o nosso credo é a declaração daquilo em que acreditamos e as igrejas evangélicas na sua totalidade acreditam que Deus é trino: Pai, Filho e Espírito Santo.

CONCLUSÃO
- Professor(a), se despeça da classe com os votos de um ano novo abençoado e cheio de realizações. Convide-os para o próximo trimestre estarem juntos novamente, ore com eles pela EBD no ano de 2017.
- Faça o resumo para a revisão e corrija o questionário.

QUESTIONÁRIO

1. Quem chamou os profetas de Baal para um desafio?
R: O profeta Elias (1Rs18.19).

2. De acordo com a lição, o que a Palavra de Deus faz?
R: Ela nos liberta do mal e nos revela a clareza doutrinária (Sl 119.105).

3. De onde deveria vir o fogo?
R: Do céu (1Rs 18.23).

4. Como as religiões primitivas procuravam servir aos seus deuses?
R: Com danças (1Rs 18.26).

5. Como deve ser nosso culto?
R: De acordo com a Palavra (1Co14.26).

Marcos André – professor

Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.