quarta-feira, 12 de abril de 2017

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 3



AULA EM 16 DE ABRIL DE 2017 – LIÇÃO 3
(Revista: Editora Betel)

Tema: A postura profética de Jeremias

Texto Áureo: Jr 1.12
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição de a motivação para os alunos, assim como Deus motivou Jeremias.
- “vive para Deus e procura fazer a Sua vontade”, diferente de alguns que só vivem pra si mesmos e só tentam agradar o povo.
- “tenha que sofrer dores e perseguições”, o que fala o que Deus manda acaba tendo problemas com aqueles que não querem ouvir a voz de Deus.
__________________________________________
1. A postura profética de Jeremias
- “por sua disposição em ouvir a voz do Mestre”, ele sempre começa dizendo, “veio a mim a Palavra do Senhor”, ouvir a voz de Deus é o requisito principal para todos que são ministros.
- “Embora Jeremias não se achasse preparado”, tanto Jeremias como Isaias se achavam despreparados, Jeremias era se achava muito jovem e inexperiente e Isaias se achava impuro.
- “nossa postura tem que ser outra perante o mundo”, foi essa a ordem de Deus para Jeremias “Não digas: Eu sou um menino.” Jr 1.7 Deus não queria Seu profeta com postura insegura.

1.1. Próximo passo: amar o próximo.
- “Ele doou a sua vida ao seu povo”, encontramos Jeremias intercedendo pelo povo ao ponto de Deus ter que proibi-lo.Jr 14.11
- “um profeta inesquecível para a nação”, alguns profetas do Antigo Testamento se tornaram conhecidíssimos e admirados pelo povo judeu até hoje, Daniel, Isaias, Jeremias, Ezequiel, Elias e Eliseu. Eles deixaram um grande legado.
- “não somente de Judá, mas também de todas as nações”, Jeremias entendeu o propósito do coração de Deus que era o de salvar todas as nações da terra e entendeu isso numa época em que não se falava disso.

1.2. É Deus quem capacita o homem.
- “não estaríamos preparados para ouvir diretamente Sua voz”, o ser normal não tem condições de ouvir a mensagem direta, pois ela se discerne espiritualmente e somente alguém espiritual.
- “Ele usa pessoas comuns, inclusive infiéis”, Deus quer falar a todo tipo de pessoas, então em sua obra Ele precisa de pessoas letradas, analfabetas, formadas, sem formação, ricas e pobres.
- “não era conhecido por ninguém”, muitos profetas do Antigo Testamento não eram conhecidos, apenas alguns tinham fama, como Samuel, Elias, Eliseu, e Daniel.
- “coisas fracas deste mundo para confundir as fortes”, quando Deus usa as coisas fortes, Seu poder fica pouco perceptível, mas quando Ele usa as fracas então Seu poder é evidenciado.

1.3. O próximo escolhido pode ser você.
- “foram escolhidos sem que ninguém acreditasse neles”, na verdade nem eles mesmos acreditavam, Deus escolhes os que se dizem incapacitados para os capacitar.
- “jamais esperava ser escolhido como rei”, e nem tão pouco brigou por esse cargo depois de ter sido ungido rei. A briga por cargos dentro das igrejas ocorre, mesmo que disfarçadamente, mas ocorre e isso é ruim para o Reino de Deus.
- “no campo, com o rebanho do seu pai”, Davi aprendeu desde cedo a cuidar das coisas de seu pai e por isso foi achado digno de cuidar do reino de seu pai que está no céu, Deus.  
_____________________________________________
2. A visão da amendoeira.
- “Vejo uma vara de amendoeira”, Deus concede uma visão para com ela dialogar com o profeta e assim trazer a revelação.
- “é a árvore que mais cedo floresce”, e Jeremias tinha no seu coração o pesar por ser ainda muito novo e por isso poderia fracassar na missão, mas Deus o havia chamado e o faria florescer mesmo sendo ainda novo.  

2.1. A sentinela do povo de Deus.
- “estando sempre alerta à oportunidade de florir”, a palavra “velar” significa estar alerta, cuidando, olhando, era uma característica da amendoeira.
- “uma importante lição de restauração e superação”, Deus estava palestrando com o profeta sobre ele mesmo e a amendoeira foi o elemento utilizado para isso, Jeremias precisava se sentir confiante para a obra.
- “o Senhor está em sentinela para, no momento certo”, Ele disse, “eu velo sobre minha palavra para cumprir.” Dessa forma dizemos que Deus está vigilante para realizar o que prometeu na Sua Palavra.

2.2. A necessidade de estar vigilante.
- “Eu sou a videira; vós, as varas” (Jo 15.5).”, para dizer que estamos enxertados em Cristo e dele recebemos a energia para viver.
- “vara de amendoeira simboliza “pessoas vigilantes””, isso por causa da representação que a amendoeira tem para o povo judeu, como falou no ditado hebraico mencionado no tópico 2.1
- “Quando a sentinela está dormindo em seu posto”, numa situação de guerra essa transgressão é vista como um crime punível com a morte.
- “o inimigo entra desapercebido e faz uma grande arruaça”, como tem adentrado na vida de muitos crentes desapercebidos. O Senhor estando vigilante Ele nos avisa do perigo, mas cabe a nós impedir que o inimigo adentre em nossas vidas.

2.3. A necessidade de o povo acordar.
- “como uma grande sentinela, proclamava ao povo”, confirmando o que acabamos de falar no tópico anterior, Deus nos avisa, dá o alerta pela revelação, pois essa é a função de uma sentinela num quartel ela avisa e a guarda é quem dá o combate.
- “Ele denunciava o que estava errado e apontava os responsáveis”, Jeremias não falava por alto e nem de um modo generalizado, mas apontava o culpado pela situação do povo, isso está cada vez mais difícil, pois os profetas que fazem isso são logo rechaçados e tido em descrédito.
- “sacrifícios de crianças a falsos deuses”, Deus jamais aceitou sacrifício humano e muito menos de crianças, daí vemos a diferença entre as culturas cananeias e a cultura judaica.
________________________________________
3. A visão da panela a ferver
- “o que há no seu interior está quente”, e está fervendo, representando a nação que viria do norte, Babilônia.

3.1. O perigo vem do Norte.
- “que Israel sofreria viriam do lado norte.”, naquele momento os líderes da nação não estavam preocupados com as ameaças do norte, estavam mais focados no Egito que ficava ao sul de Israel. Por isso não deram tanto crédito ao alerta de Jeremias.
- “submergida em muitos pecados comportamentais”, submergido significa afundado, debaixo d’água, assim estava a nação, o maior problema era o seu comportamento como nação eleita, fazendo o que desagrada a Deus.
- “observava a Babilônia dominando a cidade de Judá”, na verdade Judá não era uma cidade e sim uma nação, com a capital em Jerusalém, após o cativeiro veio a se chamar Israel.

3.2. O inimigo se aproxima.
- “duas paixões: Deus e o povo”, tipificando os maiores mandamentos do Senhor, amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como ti mesmo.
- “que Israel teria problemas com os seus vizinhos”, Israel possuía uma das regiões mais férteis pra o cultivo agrário e tinha cidades fortificadas como Jerusalém e também tinha uma religião única no mundo que adorava um único Deus (monoteísta). Por isso seus vizinhos viam nele uma ameaça.
- “tinham invadido a capital dos assírios no ano 612”, a Assíria havia levado cativo o Reino do Norte no ano de 722 a. C. Era um reino forte e foi destruído, por isso os judeus deveriam se preocupar com os caldeus.

3.3. O Senhor é Soberano entre as nações.
- “O Senhor é Soberano nos céus e na terra.”, significa que Ele tem autoridade sobre tudo e que o que Ele determinar deve ser cumprido sem demora.
- “não é apenas o Deus de Israel, mas de todas as nações”, por mais que as nações do mundo o rejeitem, chegará o tempo em que todos se curvarão ante o Seu domínio por mil anos antes que chegue o fim.
- “foi um instrumento que Deus usou para reprimir”, não passou disso, quando quis se levantar com orgulho o Senhor os abateu, assim é Satanás, apenas um instrumento de Deus para tentar as nações e dar ao povo a oportunidade de escolher entre o mal e o bem. Satanás não é nada diante de Deus, ele o abateu já duas vezes e o fará de novo, no céu, na cruz e a próxima no Juízo Final.

CONCLUSÃO
- “era preciso haver um arrependimento por parte do povo de Judá”, Deus não chama somente os governantes, mas também o povo, pois o pecado estava no consciente popular.  
- Faça o resumo para a revisão e corrija o questionário.

QUESTIONÁRIO
                  
1. Cite um exemplo de pessoa que foi escolhida sem que ninguém acreditasse nela.
R: Davi (1Sm 16.12).

2. Na simbologia bíblica, o que significa a palavra “vara”?
R: Significa “pessoa” (Jo 15.5).

3. O que acontece quando a sentinela dorme em seu posto?
R: O povo passa grave ameaças, o inimigo entra desapercebido e faz uma grande arruaça no lugar onde adentrou (Sl 121.4).

4. O que simbolizava a panela a ferver, inclinada para o norte?
R: Simbolizava que todas as invasões que Israel sofreria viriam do lado norte (Jr 1.14).

5. Qual foi o rei que Deus usou para reprimir e reeducar o Seu povo?
R: Nabucodonosor (Jr 32.28).


Marcos André – professor
Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)


Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Amém irmão José, estou começando o da lição 4 aqui. paz amado.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.